SELEÇÃO, PELA DOMINÂNCIA ESTOCÁSTICA, DE PRATICAS AGRÍCOLAS EFICIENTES COM RESPEITO AO RISCO - UMA APLICAÇÃO PARA A CULTURA DE MILHO

O desenvolvimento e difusão de novas tecnologias de produção, devem levar em conta a adaptabilidade destas, aos objetivos dos agricultores a que se destinam. Estes baseiam a escolha da tecnologia em critérios econômicos (p. ex., lucro) e/ou psicológicos (p. ex., risco). O objetivo deste trabalho é uma investigação acerca do comportamento de um conjunto de práticas agrícolas, com respeito a lucro e risco. Foi utilizada a técnica de dominância estocástica, para a seleção das alternativas com possibilidades de serem escolhidas por agricultores avessos ao risco. De um modo geral, dentro das restrições apresentadas pelos dados empregados, nota-se, que grandes aumentos no preço do milho não contribuem para maior uso de híbridos ao invés de variedades, o que tornaria possível ganhos, em termos de lucro, apenas com o aumento da população de plantas. O uso de maior quantidade de adubo está vinculado à utilização de híbridos e de uma população maior do que a usualmente empregada.


Subject(s):
Issue Date:
Jun 30 1979
Publication Type:
Journal Article
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/253962
Published in:
Volume 17, Number 2
Brazilian Journal of Rural Economy and Sociology (Revista de Economia e Sociologia Rural-RESR)
Page range:
131-142
Total Pages:
12
Series Statement:
Volume 17
Number 02




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-29

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)