EFEITOS DE DIFERENTES ALÍQUOTAS DE ICM SOBRE OS SETORES ALGODOEIROS DOS ESTADOS DO PARANÁ E SÃO PAULO

O objetivo deste trabalho é estimar os efeitos do ICM sobre os setores algodoeiros dos estados do Paraná e de São Paulo. Os resultados indicam que na ausência da incidência do ICM, com alíquota de 15 por cento, a produção de algodão nos estados de São Paulo e do Paraná teria aumentado em 107,8 mil toneladas, equivalente a um acréscimo de 17 por cento. Sob a pressuposição de uma economia aberta, esta quantidade representaria uma redução na exportação e na receita de exportação em relação ao que poderia ser alcançado. A retirada do ICM no Estado de São Paulo representou ganhos consideráveis aos produtores deste estado, além da eliminação do custo social e do aumento da renda de exportação. No Estado do Paraná, a continuidade da incidência do ICM resultou em redução na renda dos produtores.


Subject(s):
Issue Date:
Jun 30 1979
Publication Type:
Journal Article
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/253940
Published in:
Volume 17, Number 2
Brazilian Journal of Rural Economy and Sociology (Revista de Economia e Sociologia Rural-RESR)
Page range:
51-74
Total Pages:
24
Series Statement:
Volume 17
Number 02




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-29

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)