O REFLEXO DA CULTURA ORGANIZACIONAL NAS NEGOCIAÇÕES INTERNACIONAIS DA EMPRESA TANAC

O presente trabalho procura responder: como a cultura organizacional interfere nas relações internacionais demandadas pelo processo de exportação da empresa TANAC? Dessa forma, busca elucidar como a diversidade cultural de outros países interfere na estratégia de exportação da TANAC; como a cultura organizacional contribuiu para o perfil exportador da empresa ao longo do tempo e como os aspectos culturais externos interferem nos aspectos culturais internos e vice-versa. A abordagem teórica demonstra como a relação entre os aspectos culturais e o comércio internacional se estabelece, destacando a influência da cultura nas negociações internacionais, os elementos e as peculiaridades da cultura organizacional e o processo de adaptação às mudanças a serem inseridas nas organizações por conta dos relacionamentos internacionais. O trabalho caracteriza-se como um estudo exploratório com abordagem qualitativa na análise. A amostragem foi não-probabilística do tipo intencional ou de seleção racional. Para a coleta de dados incluiu os dados primários obtidos por meio de entrevista em profundidade com a aplicação de um questionário semi-estruturado, conversas informais, reuniões e palestras, que envolveu diretores e gerentes da empresa e dados secundários obtidos em publicações do setor, documentos da empresa, materiais de divulgação fornecidos pela empresa, internet e bibliografia. Como conclusão, observa-se que seu perfil exportador influencia e é influenciado pela cultura e que a necessidade de adaptação a uma grande diversidade cultural decorrente dos mais de 70 países com os quais a empresa negocia é marcante e interfere diretamente na consolidação de sua cultura organizacional. Assim, a preocupação ambiental, as certificações e a atualização permanente são valores sedimentados por conta da sua atividade intensa no mercado externo. A cultura, como preocupação dos stakeholders, é manifestada nas ações educacionais em prol de seus funcionários, no desenvolvimento regional e social proporcionado por suas atividades e nas questões ambientais. Além disso, a empresa convive com a diversidade cultural, procurando adaptar-se a ela, e buscando conhecimento e contatos que auxiliem na percepção cultural


Issue Date:
2006
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/148056
Total Pages:
20




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-04-26

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)