ECONOMIA DE ESCALA NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL

Com o intuito de atender uma demanda interna e externa crescente, a produção de soja tem se expandido. Nos estados do centro-oeste, observa-se que produtores possuem áreas de terra maiores e produzem em maior escala. A evolução dos dados dos censos agropecuários brasileiros mostra uma tendência de redução do número de pequenos estabelecimentos produtores de soja na região sul. Justifica-se assim o objetivo desse estudo de determinar o tamanho ótimo da atividade de produção de soja, a fim de inferir sobre a existência de economias de escala no setor. O referencial teórico é o da teoria da dualidade da função custo e de produção. Os dados foram obtidos através de uma pesquisa de campo, em uma amostra de duzentos e dezoito produtores de soja nos cinco principais estados produtores. As estimativas de economias de escala obtidas apontam uma escala ótima de produção de aproximadamente 9.000 toneladas de soja, que pode ser obtida em propriedades com aproximadamente 3.000 hectares de área de produção de soja. Os resultados sugerem que as economias de escala estejam determinando uma nova configuração para o setor de produção de soja no Brasil.


Issue Date:
2006-07
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/146404
Total Pages:
21




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-27

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)