ANÁLISE ECONÔMICA DA OVINOCULTURA NA METADE SUL DO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL.

Com o objetivo verificar os principais centros de custos, os custos de produção e a rentabilidade da produção ovina na metade sul do Rio Grande do Sul foram realizados a análise econômica de sete produtores entre o período de agosto de 2006 a julho de 2007. Os dados mensais levantados consistem em todas as despesas, receitas e os valores referentes aos produtos consumidos nas propriedades. Também foram realizados os inventários patrimoniais para o cálculo de depreciação e evolução dos ativos físicos. Os custos foram segmentados em custos variáveis, custos fixos, custo operacional e custo total. Indicadores econômicos foram formulados a fim de verificar a rentabilidade da atividade. Os custos variáveis e os custos de oportunidade foram às categorias de custo que mais impactaram a formação do custo total. Dentro do custo operacional destaca-se o elevado custo com mão de obra, sendo o grupo de custo que mais onerou a produção ovina. A ovinocultura mostrou-se como uma atividade rentável quando verificados os indicadores de margem bruta e renda operacional agrícola. Entretanto, a margem líquida apresentou valores negativos em todas as propriedades analisadas. Os custos por quilograma de peso vivo variaram de R$ 0,86 a R$ 2,02 enquanto os custos por quilograma de lã variaram de R$ 1,58 a R$ 3,67. Constatou-se que o indicador desfrute de produção influencia diretamente os custos por quilograma de peso vivo.----------------------------------------------------The goal of this study is to examine the production costs and profitability of the sheep production system in the south of Rio Grande do Sul. The economic analysis included seven sheep farms throughout 12 months, between August of 2006 and July of 2007. Expenses, revenue and value of products consumed in the farm were measured monthly. Depreciation and physical assets were calculated based on patrimony balance. Costs were divided in variable costs, fixed costs, operational costs and total costs. Economic indicators were computed to evaluate sheep raising profitability. Results showed that variable and opportunity costs had the largest impact on total costs. In terms of operational costs, labor costs were the largest expense for sheep farms. Overall, sheep raising is a profitable activity, as indicated by positive gross margins and operational revenue indicators. However, net margins were negative across all farms included in the study. Costs per kilogram of live stock varied from R$ 0,86 to R$ 2,02, while the costs per kilogram of wool varied from R$1,58 to R$3,67. The production acquired is a variable that directly influences the costs per kilogram of live stock.


Issue Date:
2008-07
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/109803
Total Pages:
14




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-26

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)