SISTEMAS ECOLÓGICOS DE PRODUÇÃO DE SEMENTES E FORRAGEM DE FEIJÃO-MIÚDO

A cultura do feijão-miúdo tem crescido em importância na região de clima temperado, principalmente em áreas da agricultura familiar, utilizando sistemas de base ecológica, visando a alimentação de ruminantes. Na região da planície costeira do Rio Grande do Sul a cultura apresenta grande desenvolvimento e tem se espalhado mais recentemente para outras áreas, no entanto sem informações técnicas sobre o seu manejo. A rusticidade da planta é reconhecida largamente, vegetando bem em solos mal drenados, arenosos e de baixa fertilidade, salinos e com baixa disponibilidade de água, sendo especialmente indicada como recuperadora de solo. Sua multiplicidade de usos tornou-a uma importante opção aos agricultores familiares, podendo ser utilizada além de recuperadora de solo, como forragem verde e produtora de grãos para alimentação de animais. Entretanto, ao contrário do nordeste brasileiro não é utilizada na alimentação humana. A cultura adaptou-se plenamente aos sistemas de produção utilizados na região da planície costeira do Rio Grande do Sul, que utiliza o cultivo da cebola, no inverno, e em sucessão o feijão-miúdo utilizando a adubação residual. Em certos casos, tornou-se a segunda fonte de renda das famílias com a comercialização de grãos, que são utilizadas como sementes em outras regiões, sem observar as condições de controle de qualidade exigidos por lei. O presente documento apresenta uma breve descrição da planta, bem como formas de manejo de áreas de produção de forragem e grãos, apresentando informações resultantes de pesquisa e de áreas de validação de tecnologia na região, além de informações da composição química dos grãos e folhas e seu possível aproveitamento na alimentação animal.------------------------------------------------The cultivation of cowpea has grown in importance in the region of temperate climate, especially in areas of family farming, using the basic ecological systems, targeting the feeding of ruminants. In the region of the coastal plain of Rio Grande do Sul culture presents major development and more recently has been spreading to other areas, but without technical information on its management. The rusticity of the plant is widely recognised, growing well in poorly drained soil, sand and low fertility, salt and low availability of water and is especially indicated as soil recuperating fertility. His multitude of uses has an important option for family farmers and can be used in addition to soil recuperating fertility, such as grass green and producer of grain for animal feed. However, unlike northeastern Brazil is not used in food. The culture is fully adapted to production systems used in the region's coastal plain of Rio Grande do Sul, which uses the cultivation of onion, in the winter and in the succession cowpea using the residual fertilizer. In some cases, it became a second source of income of families with the marketing of grains, which are used as seeds in other regions, without observing the requirements of quality control required by law. This document provides a brief description of the plant and how to manage areas for the production of forage and grain, presenting information from the areas of research and validation of technology in the region, in addition to details of the chemical composition of the seeds and leaves and its possible use in animal feed.


Variant title:
COWPEA SEEDS AND FORRAGE ECOLYGICAL PRODUCTION SYSTEMS
Issue Date:
2008-07
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/109773
Total Pages:
13




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-04-26

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)