CONTRIBUIÇÃO DO SETOR DE TRANSPORTE NA ECONOMIA BRASILEIRA: UMA ABORDAGEM INSUMO-PRODUTO

O estudo buscou avaliar a contribuição do setor transporte para a economia brasileira. Especificamente, pretendeu-se determinar os setores capazes de propagar efeitos sistêmicos acima da média da economia como também mensurar os impactos econômicos na produção, emprego e renda, resultantes de alterações na demanda final. Para tal, utilizou-se o modelo de insumo-produto, já que este instrumental possibilita verificar as ligações entre os setores produtivos por meio dos índices de ligações de Rasmussen-Hirschman, campos de influência e índices puros de ligações, bem como determinar os efeitos de variações na demanda final sobre a produção, a renda e o emprego através das análises dos multiplicadores. Os resultados revelaram que o setor transporte não foi classificado como setor-chave a partir desses instrumentais empregados em 2005. No entanto, este setor apresentou considerável poder de compra e de venda sobre a ótica do índice de Rasmussen-Hirschman e dos índices puros de ligação, não mostrando capacidade de influenciar os demais setores pela análise do campo de influência. Ademais, verificou-se que o aumento de uma unidade monetária na demanda final dos setores de transporte considerados causaria um acréscimo de mais de duas unidades monetárias na produção, no emprego e na renda da economia, considerando o consumo das famílias como exógeno ao processo produtivo. Assim, dada a importância da contribuição do setor de transporte para a economia brasileira, políticas públicas devem destinar atenção para esse setor.---------------------------------------------------------------------------The study looked for to evaluate the contribution of the transport sector for the Brazilian economy. Specifically, it intended to determine the sections capable to spread systemic effects above the average of the economy as well as to measure the economical impacts in the production, job and income, resultants of alterations in the final demand. For such, the input-output model was used, since this instrumental one makes possible to verify the linkages among the productive sectors through the indexes of Rasmussen-Hirschman, influence fields and pure indexes linkages, as well as to determine the effects of variations in the final demand on the production, the income and the job through the analyses of the multipliers. The results revealed that the transport sector was not classified as key sector to leave of those instrumental employees. However, that sector presented purchasing power and of sale on the optics of Rasmussen-Hirschman's index and of the pure indexes of linkages, not showing capacity to influence the other sections for the analysis of the influence field. Besides, it was verified that the increase of 1 real in the final demand of the transport sector would cause an increment of more than 2 real in the production, in the job and in the income of the economy, considering the consumption of the families out of the productive process. Like this, given the importance of the contribution of the transport sector for the Brazilian economy, the public politics should destine attention for that sector.


Issue Date:
2008-07
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/109675
Total Pages:
19




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-04-26

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)