A TRAJETÓRIA DAS POLÍTICAS DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NO BRASIL: ANÁLISE DO CONSUMO DE ALIMENTOS.

O trabalho tem como objetivo apresentar alguns elementos que nortearam as políticas públicas de Segurança Alimentar e Nutricional nos anos desde 1970 até os dias atuais, que permitam discutir o papel de iniciativas de segurança alimentar e nutricional e os impactos no consumo o consumo de alimentos da população brasileira. Foram investigadas as pesquisas de órgãos dos governos que evidenciaram a temática da alimentação e da segurança alimentar e analisados dados relativos à situação de consumo de alimentos. As análises desenvolvidas neste trabalho alertam para a grave situação de insegurança alimentar vivenciada por 40% da população brasileira. As tentativas de enfrentamento desta realidade constituem um marco importante, sobretudo no âmbito da institucionalização da segurança alimentar e as definições conceituais para a formulação de políticas públicas sobre esta temática. Identificou-se que a dimensão qualitativa da segurança alimentar tem sido abordada de forma superficial, como também a prática do autoabastecimento familiar que vem sendo substituído pela vinculação do agricultor ao mercado, o que indica a necessidade de se repensar o modelo agrícola e agrário vigente. ----------------------------------------------------The aim of this study is to present some elements which have guided public policies for Feeding and Nutritional Security since 1970 in order to discuss the role of nutritional security initiatives and the impacts on food consumption by the Brazilian population. It were investigated the surveys by governmental organizations that involved feeding and nutritional security, and it were also analyzed data about food consumption. The analyses carried out in this study warn about the critical situation of feeding insecurity faced by 40% of Brazilians. The strategies to overcome this situation are important, mainly the institutionalization and the consolidation of public policy in terms of feeding security. It was concluded that the qualitative dimension of nutritional security has been superficial, and the practice of family auto supplying has been replaced by the farmer participation in the market. It indicates the necessity of rethinking the existent agricultural model.


Issue Date:
2008-07
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/109229
Total Pages:
14




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-26

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)