O DEBATE BRASILEIRO SOBRE PLURIATIVIDADE: IMPLICAÇÕES SOBRE O DESENVOLVIMENTO RURAL E AS POLÍTICAS PÚBLICAS

O fenômeno da pluriatividade tem sido um tema bastante debatido e controverso. Nesse debate destacam-se duas perspectivas teóricas que polarizam o debate que são: a do “novo rural” e a da pluriatividade como “estratégia de reprodução social”. Essas perspectivas, apesar de vêem esse fenômeno como eixo dinâmico para o desenvolvimento do meio rural, possuem interpretações diferentes do que vem a ser a pluriatividade. Assim, esse artigo tem por objetivo esclarecer as diferenças, no que diz respeito às construções teóricas de cada uma delas, conceitos utilizados e implicações, tanto no que diz respeito aos elementos necessários para a construção de um processo virtuoso de desenvolvimento, quanto às implicações deste em termos de políticas públicas. Aponta-se que, apesar de ambas perspectivas tratarem do mesmo fenômeno, as implicações em termos de políticas públicas são parcialmente distintas, como decorrência das origens teóricas de ambas.---------------------------------------------The phenomenon of the pluriactivities has been a theme quite discussed and controversial. In that debate they stand out two theoretical perspectives that they polarize the debate: the perspective of the "new rural" and the other which the pluriatividade is considerate an "strategy of social reproduction." Those perspectives, in spite of they see that phenomenon as dynamic axis for the development of the rural way, they possess interpretations different from what comes to be the pluriactivities. Like this, that article has for objective to explain the differences between this theoretical perspectives, in what it says respect about, the theoretical constructions, concepts, the elements that are necessary for the construction of a virtuous process of development and the implications of this in terms of public politics. It is appeared that, in spite of both perspectives they treat of the same phenomenon, the implications in terms of public politics are partially different, as consequence of the theoretical origins of both.


Issue Date:
2008-07
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/109203
Total Pages:
21




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-26

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)